Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Penas

Caminhava pelo sopé da colina, na Praça do Martim Moniz, ao final da tarde. A luz reflectia nos transeuntes, e eu, acompanhado por um amigo, reflectia na vida. Já não me lembro em quê, mas ainda sinto o peso do sol outonal a descer-me no lombo, e da curvatura das costas de quem carrega na cabeça coisas a mais. O meu amigo parecia mais leve, embora sempre suspeite da carga dos outros por não lhes ver o interior.        Vindos da Baixa, acho que me senti desalentado com o movimento das pessoas. Parecia que não valia a pena estar ali, não tinha nada para vender, nem tão pouco para dar, e muito menos vontade de comprar esperanças. Ao passar junto à paragem do eléctrico tentei esboçar um sorriso, endireitei as costas e olhei em frente. Não queria que os turistas, tão felizes à espera de vez na montanha russa, me vissem taciturno.        Ao verticalizar o corpo vi um senhor elegante, de bengala de madeira, com um andar gingão. Sondava a calçada com o bastão para a esquerda e para a d…

Mensagens mais recentes

Sílabas Perdidas